13 de julho de 2015

dizes que entendes a minha dor, mas não. estou magoada. estou furiosa, contigo mas principalmente comigo, sinto que é tudo culpa minha, sinto que quem te deu o meu coração fui eu. dei-to, coloquei-to nas mãos e fui embora, à minha vida, estúpida ignorante, a pensar que tu irias cuidar bem dele. perguntas-me como estou, porque é que finges, porque é que finges que te importa o que sinto? quando sentes que o meu interior está destruído, partido em bocados e eu não sei onde encontrar todos os cacos que tu deixaste. ignoro as tuas mensagens, tento ignorar o teu olhar, mas na minha cabeça o teu nome ecoa, o meu coração grita, mas sinto-me cansada.. cansada de tentar, cansada de correr e não chegar a lado nenhum, cansada de te dizer que és tu que quero e que te amo. cansada de tentar fazer-te ver o que toda a gente vê.
por isso estou aqui calada, a ignorar-te da melhor maneira que consigo, deixei-te para trás e ficaste com o meu coração nas mãos. podes largá-lo. já nem quero saber. 

Sem comentários: