23 de julho de 2015

as pessoas tendem a dizer-me que não estou a sofrer, que sou forte, que aguento e que já passei por pior. isto tudo por me riu. e as pessoas esquecem-se de quantos sorrisos deram com vontade de se desmancharem em lágrimas... que eu riu porque eu não aguento estar sempre a chorar, que eu não quero ser sempre forte, eu só quero que alguém me console, me façam festas no cabelo e que me digam que vai ficar tudo bem. só quero que me mostrem o caminho, porque a verdade é que eu não sei o que estou a fazer, é como se andasse às voltas, a tentar fazer o melhor que posso, e a falhar constantemente. por mais que eu faça nunca é suficiente, nunca sou suficiente, nem para mim nem para os outros. 
quando me dizem que não aparento estar a sofrer, só gostava de gritar na cara dessas pessoas que elas nem sonham a dor que trago. o peso que o meu coração tem, as vezes que ele tem sido partido. porque muitas delas nem sonham, e procuram o amor em todo o lado, como eu já procurei. e elas nem duvidam, não fazem a mais pequena ideia de que as vezes, só um ama de verdade. 

Sem comentários: