14 de agosto de 2012

sonhei contigo esta noite. serei eu auto-destructiva? gostarei eu de me magoar constantemente? estou a ouvir a música que me mandaste há uns tempos e que disseste que te fazia pensar em mim. mesmo anos depois de nos termos separado continuas a mandar-me músicas que te fazem pensar em mim, será este um amor eterno? já pensei que sim, já pensei que não, hoje simplesmente não sei. sei que não me sais da cabeça, passo dias sem me lembrar de ti e depois de repente como um meteorito cais-me de novo no pensamento, estás sempre lá mesmo que ás vezes ausente. já pensei que só o tempo me faria sarar mas quando tempo terá que passar mais? três anos, passaram-se quase três anos e como é que eu ainda gosto de ti? contigo encontrei o amor mas também encontrei a dor, a saudade, a melancolia... contigo aprendi a rir e, mais importante, aprendi a sorrir mesmo que a vida não me dê razões para tal. e mesmo que a minha vida hoje esteja completa com tudo aquilo que muita gente deseja falta-me sempre um bocadinho de qualquer coisa, nunca é felicidade plena, há-des faltar sempre tu.  e eu hei-de amar-te para sempre, mesmo que longe.

Sem comentários: