27 de outubro de 2010

Este post é para o Paulo, a pessoa que comentou o meu post anterior, onde falei acerca do que me aconteceu. Todos somos livres de darmos a nossa opinião, quer eu tenha gostado ou não, mas gostaria de saber quem é esta pessoa que me chamou hipócrita e de indigna, porque discordo, e gostaria de discutir isto com essa mesma pessoa, que nem sei se se chama mesmo de Paulo. 
O que tenho a dizer acerca do seu comentário é que não sou hipócrita, fui IRRESPONSÁVEL. Mas admito-o, e se coloquei aqui este meu testemunho não foi para me fazer, nem para chamar atenção, e muito menos para que sentissem pena de mim, porque eu não a mereço. A culpa foi somente minha, mas não me venham para aqui chamar de hipócrita porque isso eu não admito, escrevi isto aqui para que pudesse quem sabe ajudar alguém, porque eu tive sorte, mas alguém um dia pode não vir a ter.
Não é de todo mau relatar este acontecimento, porque agora faz parte do meu historial, os blogs não servem somente para se escrever coisas bonitas e se o Sr. Paulo não o sabe, actualize-se. De certo este senhor deve ser um santo e um exemplo a seguir pois nunca deve ter errado para vir com estas palavras.
E sim, sei que se não fossem a médica e as enfermeiras que me ajudaram eu provavelmente não estaria aqui, mas nem elas me julgaram porque errar é humano, meu amigo.
Ah, mas você nunca deve ter errado, caríssimo ET. :)




2 comentários:

Mélancclie disse...

Obrigada por todos os elogios, fico realmente feliz por gostares do meu blog (:
Quanto à música, chama-se Wonder Why, do Julian Perretta. Beijinhos!

Paulo disse...

Além de atrevida e mal educada, a Adriana não aceita uma critica...