15 de junho de 2010

para sempre.


quem é que já se perguntou do que era realmente a amizade? acho que já todos nós. foram poucas as pessoas por quem passei que tenha o orgulho de dizer que mantenho um sentimento de amizade com elas, ás vezes as pessoas esquecem-se que não basta conquistarmos-nos uns aos outros, há também que alimentar esse sentimento! ás vezes há que calar, porque as pessoas por naturalidade podem ser más, todos nós temos o direito de às vezes mostrar-mos os dentes, mas os amigos são aqueles a quem mostramos a nossa careta mais feia, a mais assustadora, e ainda assim eles ficam ali à nossa frente, às vezes assustados e petrificados e outras continuam a dizer-nos "és adorável". porque são esses os amigos que sabem que por baixo de todas as máscaras e por trás dessa careta está alguém, está um ser humano, ás vezes mais frágil que o vidro, que por vezes se sente mais pequeno que uma ostra e que precisa dos amigos que muitas vezes são as suas conchas, as suas muralhas, os seus escudos infalíveis, os seus pilhares, muitas das vezes a razão pelas quais continuamos a lutar por alguma coisa. a glória da amizade quando é verdadeira é das coisas que eu mais estimo e mais admiro, a amizade é um amor que nunca acaba, uma mão certa e um ombro que está sempre lá, um ouvido sem fundo que pode ouvir tudo, é o lenço que temos dentro do bolso para nos limpar as lágrimas, é de alguma forma uma razão para o nosso coração bater. não quero amizades descartáveis. a amizade perdura, resiste ao anos e à distância, resiste às atrocidades da vida e por vezes das outras pessoas. a amizade fica. fica sempre do nosso lado, mesmo que a vida dê estradas totalmente distintas os amigos são aqueles que tentam sempre alcançar-se um ao outro, aquele que se tele-transportam só para nos desenhar um sorriso, os amigos não esquecem nunca! eles chegam sem serem chamados e ficam do nosso lado para sempre, quando queremos gritar até ficar sem voz, ou quando queremos simplesmente o silêncio. aquele que diz que consegue ser feliz sozinho certamente nunca chamou ninguém de amigo... a amizade é isso mesmo, saber-se que sozinho não se é feliz.

Sem comentários: