26 de abril de 2010

eu quero.


Vou deitar fora os perfumes, os batons e as maquilhagens, vou deitar fora os vestidos e os sentidos. Vou trancar o meu coração. Vou deixar de ser eu, vou deixar de ser frágil e de ser mulher, vou deixar de ser vista como um ser inferior, aquele com quem tu podes brincar quando tu quiseres.
Vou-me transformar no pior que possas ver, eu vou soltar o cão que tenho dentro de mim, fazê-lo correr atrás de ti e de todos.
Só queria poder ser capaz de te fazer sofrer como tu me fizeste a mim. Queria poder espancar-te com palavras e ofensas e queria que chorasses aos meus pés.
Eu quero que me queiras, para aí eu dizer-te que já não te quero.

Sem comentários: