23 de março de 2010

letras pequeninas para pessoas pequenas.

Tu eras a melhor parte de mim, aquela que eu levava cá dentro fosse para onde fosse! Eras quem eu nunca subestimava e quem eu não esquecia porque pensava que eras para sempre e que eras insubstituível, eras aquela a quem eu não impunha limites e de quem eu nunca discordava, eras a minha razão e eras parte da minha vida, tu eras a minha pessoa e parte da minha alma. Tinhas conquistado grande parte do meu coração e eu pensava que tu nunca ias abrir mão dele, e no fim de contas o que mais me magoa é o facto de eu ter estado enganada durante tanto tempo.

De eu me ter enganado tanto acerca de ti, de teres me esquecido assim tão facilmente. De ao fim deste tempo todo eu ter percebido que afinal as amizades não são assim tão fortes e que mais cedo ou mais tarde, a distância acaba por matá-las, e sempre que me dizias que as pontes entre nós nunca iam cair… mentias-me! O que mais me chateia é o facto de hoje, apesar de saberes como estou, continuas a agir como se nada fosse, e é nesses momentos que eu realmente vejo que nunca foste minha amiga, nunca gostaste de mim e nunca me deste realmente o teu coração.

Eu fazia tudo por ti sem pedir nada em troca porque PENSAVA que essas coisas estavam certas e não precisavam ser ditas, que tu irias estar lá sempre para mim sem me pedir nada em troca! Pensava que gostavas de mim incontrolavelmente e exageradamente, pensava que eu era como a luz dos teus olhos e que grande parte da tua vida era eu, e eu era realmente feliz porque apesar de não te ver todos os dias eu tinha essa certeza, de que algures no mundo eu era razão de alguém sorrir, eu tinha a certeza de que quando te lembravas dos nossos momentos tu rias e acima de tudo tu sorrias pela felicidade que muitas vezes foi a nossa única companhia.

Eu pensava tantas coisas e agora já não sei o que hei-de pensar, já nem sei como hei-de pensar… estou cansada, chateada e acima de tudo estou tão triste com esta situação que até as palavras perderam-se pelo caminho. Não há palavras que eu possa escrever aqui que te expliquem o quão magoada estou e que acima de tudo não vou esquecer que tu um dia foste a minha vida, e agora parece que não passaste de um sonho bonito do qual eu acordei.

1 comentário:

Lau disse...

Escreves muito bem. Adorei o texto, acredita.

Nunca esqueças que as palavras podem ser as nossas melhores amigas ou as piores inimigas. Mas nunca hão-de conseguir reflectir na perfeição o sentimento.


:D
beijo